sábado, 3 de outubro de 2015

Promessas


Às vezes a gente se empolga. A boca consegue falar antes mesmo que a gente raciocine sobre isso. E é aí que a gente acaba falando o que não deveria. Fala coisas que não acredita, faz promessas que não tem intenção de cumprir. Cazuza que me desculpe, mas mentiras sinceras não me interessam.

Tem uma que é tão fácil evitar que eu não entendo porque acontece tanto: Você fica com uma pessoa e ela pede o seu telefone, implorando pra você responder quando te mandar mensagem, ou atender quando ligar. Fica bem óbvio quando a pessoa realmente vai cumprir a promessa de ligar. Na maioria das vezes, não liga. E eu me pergunto: qual a necessidade disso? Diga que a noite foi ótima, que adorou conhecer a pessoa e siga em frente. Eu já passei da fase de esperar ligação, mas tem gente que ainda acredita. Vamos poupar os coleguinhas dessa espera desnecessária? Vamos.

Não marque encontros que você não tem intenção de aparecer. Você não sabe o malabarismo que a pessoa precisou fazer para estar disponível para você.

Não prometa que você vai parar de fumar enquanto fuma na ausência da pessoa. O cheiro das suas mãos e das suas roupas vão entregar você. Não prometa aquilo que você não consegue cumprir.

Não cante Por Você como hino ao amor porque tomar banho gelado por alguém já é algo difícil de fazer, imagina ir à pé do Rio a Salvador se você não é um ultramaratonista.

Não tente ser outra pessoa por causa de alguém. O disfarce não vai durar por muito tempo. A roupa vai começar a se desfazer, vai manchar na máquina de lavar e você pode esquecer de colocar a máscara de vez em quando.

Como é possível prometer a alguém que você nunca mais vai magoá-la? Que controle é esse que você tem pelo que o outro vai sentir? Você pode sim, controlar o ímpeto da babaquice, mas isso não garante que alguém não se magoará em algum momento.

Não prometa que vai ficar, quando você já está está de olho na porta.

Não diga que perdoou, se o sentimento não é verdadeiro. Às vezes nos é imposta essa obrigação de sempre perdoar para ser uma pessoa melhor. Mas o perdão vem com o tempo. O perdão é um processo que serve para o seu espírito, não para fazer você parecer uma pessoa madura ou limpar a consciência de alguém.

Não banalize o "eu te amo"; existem táticas melhores para levar alguém pra cama.

"Para sempre" é muito tempo. Você não sabe o que vai acontecer amanhã.

Não faça como eu que prometeu textos novos toda semana. Já sabemos que isso é uma promessa difícil de cumprir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário