domingo, 19 de julho de 2015

# relacionamentos

Quando foi que você desistiu de mim?

Fico aqui olhando pro teto como se ele fosse me dar alguma resposta. É uma merda viver com esses diálogos intermináveis na cabeça porque não tem quem responda. O Fim foi tão rápido e certeiro que eu só consigo imaginar que ele já havia começado antes do Dia do Ponto Final. E aí eu me pergunto: quando foi que você desistiu de mim?

Foi quando eu te convidei pra ficar? Foi rápido demais? Esquisito demais?

Foram as mensagens ridículas diárias? Deve ter sido um saco mesmo. Imagina, gastar tanto 3G com bobeira.

Foi quando você ultrapassou a marca dos 2 mil km percorridos pra me ver? A gasolina tá cara mesmo. Posso botar a culpa no PT?

Foi quando eu coloquei um pijama rosa de listrinha?

Ou foi antes, quando você viu que eu tinha uma máscara da Mulher Gato?

Foi quando eu dormi de meia? Eu sei que eu peguei pesado nessa, pode falar.

Não me diz que foi quando eu fiz memes com a sua foto porque nós dois concordamos que tinha sido muito engraçado.

Quando a gente se enrolou no edredom pra ver Chaves? Foi ali que o encanto se quebrou, que acabou o clima de sedução?

Quando foi que você desistiu de mim?

Foi quando eu abri a porta da minha vida pra você? Você entrou e percebeu que a minha bagunça não combina com a sua vida?

Ou foi a bagunça da cozinha? Seria um motivo bem razoável.

Foi o meu mau humor de manhã? Foi o meu cabelo com personalidade própria?

Quando o porteiro passou a te reconhecer e não mais anunciar a sua chegada, você achou que tinha ficado tempo demais e que era hora de ir?

Você desistiu de mim quando conheceu o carro mais imundo da América do Sul e eu te disse que só lavava o carro duas vezes por ano? Eu não julgaria, já me acostumei com a aparência, mas não uso calça branca há um tempo pra evitar me sujar.

Foi no cachorro quente? Só não diz que foi pelo hambúrguer porque ele é minha obra prima, eu não sei fazer nada melhor que aquilo.

Você nunca quis ficar? E se você nunca desistiu porque na verdade não estava tentando alcançar nada?

Você desistiu de mim por que o meu gostar era um fardo pesado demais pra você carregar?

O teto não me responde. O travesseiro não me responde. O edredom? Muito Menos. Sua escova de dente não me responde, o espelho não me responde. Mas você também não vai responder, então fica tudo na mesma. Volto pro teto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário