sexta-feira, 12 de junho de 2015

# relacionamentos

Quando não é amor, é cilada

Eu sinto que o meu dever, como uma pessoa que já entrou e saiu de várias ciladas, é tentar alertar todas as amigas, pra que elas não repitam o mesmo erro que eu. E sendo uma pessoa que já entrou e saiu de várias ciladas, as amigas se sentem livres de julgamentos pra me contar as próprias ciladas. Por isso hoje eu vou escrever o texto que dá todo sentido a este blog e que eu não sei porque não escrevi antes: quando não é amor, é cilada.

A observação que eu deixo aqui, antes de começar, é que não é só porque o namoro, o lance, o rolo, a pegação acabou que é cilada, tá? Às vezes a vida e as pessoas seguem caminhos diferentes do que nós planejamos. Resta a nós, simplesmente aceitar. Mas não vamos perder o foco.

Amor é um trem difícil de definir, né? Por isso às vezes a gente confunde ele com outras coisas. Apego, ciúme exagerado, comodidade, interesse, solidão.



Seu namorado não respeita a sua individualidade. Não deixa você vestir as roupas que quer, não deixa você pensar do jeito que quer, te afasta dos amigos. Amiga, corre que é cilada. Não é amor, não é cuidado. Seu boy não tem direito de achar que você é uma posse dele.

O controlador: eu já ouvi frases célebres: "mulher minha não trabalha nesse tipo de lugar", "quer fazer intercâmbio? Pode ir, mas vai ter que escolher entre o intercâmbio e eu", "mulher minha não veste esse tipo de roupa", "onde você aprendeu isso? Não é coisa de mulher direita". Amiga, você pode fazer tudo que você quiser. Se tem uma coisa que mulher pode, é poder. Você pode sim. Não perca oportunidades ou deixe de ser você por alguém que não te valoriza.

O cara diz que te ama mas tem vergonha de assumir você em público. Mas olha, você tá aí linda, poderosa, inteligente, divertida e o cara não se orgulha de ter uma mulher assim ao lado é porque não enxerga tudo isso, ou porque não quer perder o status de solteiro, ou porque tem outra namorada.

Ele não liga pro seu prazer. Não só na cama, mas pra tudo que te faz bem. O importante é que ELE faça o que quer, foda-se se você não gosta, não curte, te machuca, se queria fazer outra coisa. Olha só, antes só do que mal acompanhada né?

A pessoa é um encosto e te puxa pra baixo: é cilada cilada cilada cilada. A primeira condição pra amar alguém é querer que essa pessoa seja feliz. Tem gente que não aguenta ver o outro feliz porque se sente ameaçado, sabe. Se não vai andar ao seu lado ou te puxar pra cima, não vale a dor de cabeça que causa.

Falando em ameaça, se o sujeito se sente ameaçado pela posição que você ocupa no emprego ou pelo salário que ganha, não vale a pena nem perder tempo com uns beijos. O seu emprego não define quem você é, muito menos o seu dinheiro. Uma pessoa que se deixa intimidar por isso ou é insegura ou é bem machista né, vamos confessar.



Você é linda, maravilhosa, atenciosa, divertida e o cara só te esculacha: qual a necessidade de passar por isso?

O cara trai. Traiu uma vez, traiu duas? Facilita a vida dele e a sua e vai embora de uma vez porque não tem cabeça que aguente o peso de tanto chifre nessa vida. Ninguém tem o dever de ficar a vida inteira com uma só pessoa, mas respeito é fundamental. Se não houve combinado de relacionamento aberto desde o início, traição é uma mentira que desmorona relacionamento. Traz desconfiança, tristeza que poderia ser evitada e já ouvi histórias de parceiros que pegaram doenças por confiarem que a outra pessoa não tinha relação com mais ninguém. Quer dizer, não basta trair, tem que levar uma doençazinha pra casa, né?

Mexer no celular alheio compulsivamente, pedir todas as senhas de emails e redes sociais, pedir cópia da chave de casa sem o dono oferecer, ficar tirando satisfação de tudo que faz na internet: eu acho um comportamento bem nocivo. Evite esse tipo de pessoa. E se você é esse tipo de pessoa, qual o sentido de estar com alguém que você não confia?

Agressão física, verbal, psicológica, fazer chantagem ou ameaça pra ter sexo: amiga crie forças pra sair desse relacionamento que ele já virou abusivo.

Nenhum relacionamento é perfeito. Às vezes nem você mesmo consegue se entender, imagina com outra pessoa. Mas se os momentos ruins superam os bons, as coisas precisam ser revistas. Se não é pra somar os esforços, multiplicar a alegria, qual o sentido de estar com alguém? Pode ser apego.

Antes que vocês achem que eu escrevi isso tudo porque estou amargurada por causa do Dia dos Namorados, eu digo que estou tão feliz que não quero ver as amigas embarcando em canoas furadas. Desejo que todas sejam felizes como eu sou hoje em dia. Inclusive qualquer hora eu vou colocar um placar aqui no blog com: estamos há __ dias sem cilada. <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário