sábado, 23 de maio de 2015

Vamos nos permitir

Sabe, eu perco a paciência com o Facebook às vezes. E não é pelo motivo mais óbvio que as pessoas costumam reclamar, como as selfies em excesso, ou aquela corrente com 50 pessoas marcadas, ou alguém com posicionamento político diferente do seu e que você não suporta e se pergunta qual o motivo daquela pessoa ser idiota. Poderia ser, mas não é disso que tô falando. O que me tira a paciência é o Facebook achando que sabe o que eu quero.

Preste atenção como às vezes algumas postagens de amigos simplesmente não aparecem no seu feed. Aquelas página legais que você curte e depois elas somem. Aí você resolve entrar na página dela e vê quanto conteúdo perdeu por simplesmente não ter aparecido pra você. Esse é o Facebook regulando o que ele acha que você gosta. Reza a lenda que aquilo que você curte, comenta, compartilha, vai aparecer mais pra você, enquanto aquilo com o que você pouco interage, aos poucos será tirado do seu campo de visão. Mas, pera. Quem pediu, Sr. Mark?

Aí eu recebo reclamação e lamentos dazamigas que não veem meus posts. As curtidas já passaram de 2500 e os posts chegam a menos pessoas. A não ser que você pague pela visibilidade. Aí é uma beleza. Mas, vamos lá. É justo isso? Poxa tô aqui cheia de conta pra pagar, não dá pra ficar gastando dinheiro com Facebook. E ELE TAMBÉM NÃO TEM DIREITO DE FICAR PODANDO MEUS LEITORES!!!!

Mas, em vez de ficar reclamando, eu pensei numa possível solução. Uma delas foi criar uma newsletter. Mensalmente, pela quantia módica de um sorriso, eu entrego no email de vocês um resumo com o que rolou no blog e mais umas coisas interessantes que eu encontrar nessa internetzona de meu deus. Assim, todos que assinarem poderão ser lembrados de euzinha aqui sem depender das garras malignas do Facebook e terão acesso a coisas especiais que só divulgarei na newsletter.

Ah, nem, Ericka. Vai ficar lotando meu email! Não vou. Um por mês, juro juradinho. Aproveito a deixa pra dar uma dica: cancela essas porcarias que você recebe por email e não abre, ow! Esse bando de email de compra coletiva, de loja que você comprou uma vez na vida e eles nunca largaram do seu pé. Cancela tudo e deixa espaço na caixa de entrada e no coração para a maravilhosa Me amarrei, demorou!, a newsletter cheia de amor do Era Cilada. Assina aí, vai! Pretendo que a primeira edição saia dia 31 e pra isso eu preciso de assinantes. Assina, assina, assina! Vem, gente! Tô aguardando. <3


Nenhum comentário:

Postar um comentário