domingo, 1 de setembro de 2013

# livros

Como eu me sinto quando: estou numa livraria

Entrar numa livraria é uma mistura de felicidade e desespero. Felicidade por estar cercada por tantos livros (e CDs e DVDs e afins) e o desespero de saber que, a qualquer momento, você pode quebrar aquela sua promessa de não comprar outro livro até que tenha lido todos os que estão na fila de espera em casa. E aí você não sabe se vai quebrar a promessa com uma compra de R$20 ou de R$ 200.
Fonte: Pinterest
Mesmo frequentando a mesma livraria toda semana, você olha as vitrines, as exposições e até o teto como se fosse a primeira vez. Você não sabe o que pode ter perdido desde a última vez que esteve lá. Depois de olhar as vitrines temáticas, você vai aos lançamentos. Os livros que estão sendo falados e lidos por todo mundo não me interessam tanto, mas é sempre bom saber o que há de novo. Tem também os livros que inspiram os filmes e são relançados com capas do filme. As originais, porém, são sempre melhores.

Chegando na sua seção favorita você se sente realmente em casa. Dá aquele tchauzinho pro livreiro que já sabe seu nome, o seu gosto e até o que você não leu ainda. Olha as prateleiras, respira fundo, passa o olho pelas lombadas, até que algum te chame a atenção. Acaba ficando na dúvida se vai levar aquele livro que você está olhando desde a semana passada ou se esse novo que você acabou de achar. Acaba se martirizando por saber que vai quebrar a promessa e pensando na fatura do cartão que vai chegar em breve.

Livros escolhidos, hora de dar uma volta pelo resto do estabelecimento. Hora de ver pessoas, ver o que elas estão lendo, o que estão comprando, ver gente possivelmente interessante de acordo com o que estão comprando, dar aquele sorriso simpático pras pessoas que você sempre encontra na livraria, quem sabe até flertar de leve com o cara que tá levando seu livro favorito... nos filmes costuma dar certo.

Já que você está ali, resolve dar uma passada entre os DVDs pra saber o que há de novo do seu diretor favorito. Ah, tá na promoção, tá baratinho! E vai um DVD pra conta. Você olha em volta e percebe que há várias promoções e se dá conta que você pode não resistir. Quando as promoções começam a incomodar, ou as suas escolhas já não podem ser carregadas em seus braços por causa do peso, é sinal que está na hora de ir embora, pois talvez o seu dinheiro e o limite do cartão podem estar correndo sérios riscos.
Fonte: We <3 it
Hora de ir pra casa, admirar as novas aquisições, pensar em possíveis lugares na prateleira, olhar pra capa, sorrir, escolher se começa a ler agora ou se termina aquele que você já está lendo. Deitar na cama, no sofá, ou sentar em qualquer lugar agradável e voltar pra aquele mundo só seu em que você entra assim que abre um livro.

sigam-me os bons!
@erickacris

Nenhum comentário:

Postar um comentário