segunda-feira, 11 de junho de 2012

# relacionamentos

Por que não deu certo?

Mais uma vez eu venho aqui compartilhar um pouco da minha sabedoria (?) com vocês. É outra daquelas frases que eu espero que vocês levem para a vida e, um dia, ensinem ao seus filhos (antes que eles aprendam na marra):

Toda mulher tem ou já teve um(a) imbecil na sua vida.

Então você, mulher, pense um pouquinho e você vai lembrar daquele cafajeste que escreveu sonetos petrarquianos para falar do amor mais puro que ele sentia por você, mas no final só queria te f&*¨@!, ou aquele que acha que pode te procurar quando todas as outras mulheres, num lapso de lucidez, disseram não pra ele. Ou então aquela garota que dizia que você era especial... você e as outras cinco.

Você, homem, que também acompanha este blog, pode ser (ou pode ter sido) o imbecil da vida de alguma mulher. (E você, mulher, também é ou pode ter sido a imbecil de uma outra mulher)

E aí que todo mundo passa por essa de sofrer por alguém, de amar quem não dá valor ao sentimento, de sofrer que nem cachorro que cai da mudança, de stalkear freneticamente o Facebook da pessoa procurando alguma indireta pra você, ou simplesmente de entrar num relacionamento que não foi pra frente. E quem sou eu, no auge dos meus 23 sábios anos, pra falar com propriedade sobre sofrimento, né. É tanta experiência de vida que não cabe no peito (aham, viu). Por isso perguntei a várias amigas, coleguinhas, conhecidas, amigas de conhecidas, seguidoras do Twitter (@erickacris, BTW), amigas do Facebook e amigas de amigas do Facebook sobre as experiências delas com a seguinte proposta:

Pense num (numa) ex (namorado, noivo, peguete, rolo, marido, namorada, noiva, namorida). Por que não deu certo?

Essas foram as respostas: (por favor, não julguem meus conhecimentos básicos no Paint)

#vidadenamoradalésbica #praboaentendedora
é fogo.
agora eu sou mais eu.
simples assim.
ou a metade do limão, com açúcar e vodka.
cozinha pra tentar comer depois.
não era amor.
o que acontece no bar, fica no bar.
maturidade: 13 anos
confissão.
quem nunca?
o cara era o cocô do cavalo do príncipe.

a rotina venceu a paixão.
Fantástico Mundo de Bobby
é isso.
e quando achar a cura, promova uma campanha de vacinação.

Pois é. Dia dos Namorados aí e eu falando de relacionamentos que não foram pra frente. E sim, existem relacionamentos que não vão pra frente mas que em algum momento deram certo. Que você foi feliz mas o relacionamento chegou num ponto que não era o que vocês queriam. É, acontece. 

Mas o importante é que, mesmo sofrendo pra c@r&$#!, um dia você vai poder rir disso tudo. Ver quão ingênua você foi por acreditar em certas coisas, perceber que nem todo mundo é legal como você é. Ver que precisa amadurecer, que você pode abrir mão do que você quer sem deixar de ser você mesma, que precisa ser forte pra conseguir levantar sempre que a vida insistir em te passar uma banda. É sofrimento mas é aprendizado. É isso que importa.

E parabéns pra quem já passou por alguma dessas coisas mas hoje tá feliz com outra pessoa. E ó, se você leu essas histórias e em algum momento pensou "nossa, a gente tá assim", vou te dar mais um conselho: foge que é cilada.


conte a sua cilada!
naoeraamor@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário